Santos e Grêmio iniciam suas caminhadas rumo à fase de grupos da Libertadores 2021

Passada as competições de 2020, Santos e Grêmio, agora focam todas as suas atenções na pré-Libertadores. A caminhada dos brasileiros rumo à fase de grupos da competição continental se inicia já nesta semana. E é bem tranquilo afirmar que, na teoria, o Peixe tem uma missão um pouco mais ingrata.

Neste primeiro mata-mata dificilmente algum deles apresentará problemas para avançar. O Santos, que nesta terça-feira recebe o Deportivo Lara, da Venezuela, tem a chance de mostrar serviço sob o comando de Ariel Holan. Já o Grêmio, também como mandante no jogo de ida, enfrenta o desconhecido Ayacucho, do Peru, com a missão de começar a apagar a imagem ruim deixada no final da temporada de 2020.


Depois, no próximo enfrentamento dos times, as dificuldades se acentuam. Para o Tricolor Gaúcho, nem tanto assim, já que pegará Unión Española, do Chile, ou Independiente del Valle, do Equador. Os chilenos são um clube de menor expressão em seu país, enquanto os equatorianos, embora venham, nos últimos anos, participando de competições internacionais (ganharam a Sul-Americana de 2019, por exemplo), não são mais o mesmo time.

Por sua vez, o Peixe cruzará, inevitavelmente, com um rival de maior tradição: Universidad de Chile ou San Lorenzo-ARG. Os argentinos, por exemplo, foram campeões da América em 2014, e os chilenos têm seu auge na Sul-Americana de 2011. Se ambas as equipes não empolgam, o peso da camisa é um fator a pesar contra os objetivos da equipe da Vila Belmiro.