F1: GP da França corre risco de não acontecer

A França anunciou nesta semana que vai proibir todos os voos do Reino Unido a partir de 1º de junho. Com isso, a realização do GP da França de Fórmula 1 pode estar em risco, já que muitas pessoas vêm do Reino Unido.

O país está impondo uma quarentena obrigatória para viajantes do Reino Unido. Eles estão fazendo isso porque os primeiros casos da variante da Índia do coronavírus já foram encontrados no Reino Unido. O governo francês não quer correr o risco de que essa variante também entre em seu próprio país, e por isso decidiu impor a quarentena por precaução.


Embora o programa de vacinação no Reino Unido tenha funcionado muito bem por um longo tempo, a maioria dos países europeus ainda parece estar proibindo voos do Reino Unido. A Áustria já decretou isso a partir de 1º de junho, enquanto a Alemanha proibiu todas as viagens não essenciais vindas do Reino Unido.

Dado que uma grande parte do paddock da F1 tem que vir do Reino Unido, essas medidas podem ter um impacto considerável. No entanto, a organização da F1 mostrou muitas vezes no ano passado que, mesmo com medidas rígidas, eles ainda podem criar bolhas seguras com pouca contaminação. Oficialmente o GP da França não está sob ameaça imediata, mas é algo que pode levantar preocupações para a Fórmula 1 nos próximos dias.